terça-feira, 28 de junho de 2011

Coração burro

Eu tenho um coração grande, ela me diz.
Grande demais.

Nenhum coração é grande demais, guria - eu rebato.
Todo coração tem o tamanho e os motivos que merece ter.


Então meu coração é burro – diz ela, teimosa.

Todo coração é burro - digo – até que encontre motivo pra deixar de ser.

Ou encontre um outro coração burro. E se ambos se gostarem, talvez deixem de ser.

O meu é um.


Burro e sozinho, um pouco que ao contrário
dos outros
burros.